Fundação Jérôme Seydoux-Pathé- Renzo Piano

Esse dias me deparei na internet com uma das novas obras do Renzo Piano. Ele apresenta características comuns em suas obras como o uso da arquitetura high-tech para o melhor aproveitamento de elementos sustentáveis. 

Neste mês de setembro de 2014 será inaugurada a reabilitação do edifício da Fundação Jérôme Seydoux-Pathé que inseriu uma forma moderna e pouco convencional em uma antiga região de Paris. 

Implantação: 13ème arrondissement; Avenida Gobelins, número 73, no local do antigo Teatro Gobelins

Para a construção dessa obra foram necessários a demolição dos dois edifícios existentes no local.




A fachada original de Auguste Rodin foi preservada e apenas restaurada.




A forma apelidada de "verme" possui 2200 metros quadrados de área interna e um programa de necessidades que inclui escritórios, centro de pesquisa, biblioteca, espaço para exposições e filmes dentre outros. 




O projeto valorizou a luz e ventilação naturais. A estrutura é formada por uma casca de concreto armado; cobertura em aço e vidro; vigas em arco de madeira lamelada colada; revestimento exterior com 7000 lâminas  de alumínio e paineis envidraçados.




Para uma obra de tal complexidade foi necessária uma grande equipe...

Projeto Arquitetônico: Renzo Piano;
Projeto de engenharia civil: VP&Green;
Projeto de estruturas: gabinete ad.structure e Omnis Bâtiment;
Partes metálicas: dimensionadas pela RBS Design.

Cortes Transversal e Longitudinal

A arquitetura possui a função de surpreender! O que vocês acharam?

Gostaram?! Então que tal acompanhar as dicas do blog pelo facebook? :)

CONVERSATION

1 comentários: