Escada

Eu sou do tipo de pessoa que morre de medo de descer escadas. Talvez pelo fato de algumas destas não seguirem o padrão NBR que exige 17 cm de espelho (parte vertical) e 28 cm de piso (parte onde pisamos). Algumas são íngremes  demais e outras por possuírem um piso longo, são cansativas.

Fato é que na hora de fazer um projeto, a escada não algo tão fácil de  se esconder ou disfarçar. E por que não utilizá-la como um recurso arquitetônico?

Exitem escadas i n c r í v e i s por aí! Selecionei 27 que vocês certamente irão gostar!




Feita de tijolo ou como esta da esquerda que une os degraus com a acessibilidade da rampa, as escadas despertam muita criatividade.




Existe ainda a união de diferentes materiais, formas e texturas.




As helicoidais variam da madeira ao concreto.


  

Esta escada vermelha em chapas metálicas é uma das minhas preferidas! Confesso que adoro escadas helicoidais e nunca tinha visto uma em madeira... Achei incrível!    




Que madeira é um material que combina com tudo, muita gente sabe... Resta saber se alguém teria coragem de subir nestas escadas...




Além de achar que a escada da foto da direita remete uma a uma coluna vertebral ou a um dinossauro, achei que esta é uma das mais seguras. Subiria sem problemas!




Existem ainda criações com chapas metálicas.





 O fato desses elementos se misturarem em diferentes níveis e não remeterem a uma escada me fascinou!





 Visitei recentemente essa escada do Palácio do Itamaraty. Projetada por Oscar Niemeyer, a escada helicoidal em concreto e sem corrimão apresenta um negativo de outra escada que segue para o andar inferior.









Por último separei uma das escadas mais especiais para mim! A escada da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo onde eu estudo!


Está ali escondida no meio do pessoal. Quando eu entrei era amarela mas atualmente foi pintada de vermelho! Confesso que já me acostumei com a nova cor... Mas eu adorava o amarelo!

E vocês, tem alguma escada especial? De quais dessas vocês gostaram mais?




CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário